Os grandes desafios políticos do Brasil atual

Não devemos nos permitir a ilusão de que tudo vai bem neste país. Muito menos achar que os grandes desafios da política brasileira já foram superados. 

Ao contrário do que prega o governo e seus fanáticos, os problemas a serem enfrentados são gigantescos e o futuro do nosso país ainda é incentro. 

Há desafios tão árduos quanto à conquista da nossa ainda jovem Democracia, que embora alguns não percebam, está retrocedendo no governo atual. Sem nenhum pessimismo, mas apenas sendo realista, eu digo que estamos á um passo de uma ditadura branca comunista.

Dentre tantos desafios que estão a nossa frente, cito os mais urgentes. Os quais precisam ser reconhecidos e encarados de frente com o máximo de seriedade:

Precisamos eliminar a corrupção e punir exemplarmente os corruptos e corruptores.

Nunca teremos um Brasil de primeiro mundo, se não eliminarmos a corrupção e punirmos exemplarmente corruptos e corruptores. Nós que defendemos uma Nova Política para o Brasil, precisamos adotar como primeira medida o combate sem trégua à corrupção. Um combate de forma organizada, consistente e eficiente. 

O que não podemos é aceitar a perpetuação da corrupção, muito menos à impunidade dos corruptos e corruptores. 

O gigante Brasil precisa acordar novamente e voltar as ruas. Precisamos ecoar em uma só voz, do Iapoque ao Chui: "NÃO À CORRUPÇÃO" e "PUNIÇÃO EXEMPLAR PARA OS CORRUPTOS E CORRUPTORES".

Precisamos vencer a crise e retomar o crescimento da economia.

Vivemos um momento muito delicado neste país, que ora é conduzido como um barco a deriva, por um governo que perdeu completamente sua capacidade de governar. Neste momento de crises - econômica, política, social e moral -, precisamos desmontar os palanques políticos e nos unirmos visando salvar nossa pátria, restabelecer condições de vida digna e garantir um bom futuro para os nossos filhos. O país está economicamente falido e não podemos aceitar que o atual sistema político continue complicando ainda mais a situação, uma vez que cada partido político só pensa em sua própria sobrevivência no cenário político nacional, sem demonstrar qualquer compromisso com o cidadão brasileiro e com essa pátria.  

Precisamos fazer uma Reforma Política de verdade, a qual atenda os anseios da sociedade brasileira. 

Este é outro gigante e velho desafio do nosso Pais. Promovermos uma ampla e indispensável Reforma Política, a qual consista de fato na readequação da Política brasileira a nossa realidade e anseios atuais. Para isso, mais uma vez eu digo que, o gigante Brasil precisa acordar novamente e voltar as ruas, dizer que não aprova e que não aceita a mini-reforma inútil que o governo e seus aliados promoveram, para tão somente ludibriar a massa e conter as animosidades. Uma Reforma Política ideal somente acontecerá sob forte pressão popular. Por outro lado, resta-nos sabermos o que seria pior: referendarmos uma reforma feita ao bel prazer dos nossos governantes, ou decidirmos por meio de plebiscito, quando a maioria da nossa sociedade ainda é de fato vulnerável a todos os tipos de influências negativas da nossa velha e atual política.

Precisamos salvar a "Nova Classe Média Brasileira" que já retorna para pobreza. 

É gratificante contemplarmos a ascensão de milhões de famílias que passam a integrar a chamada "Nova Classe Média Brasileira". Porém, nesta fase de adversidades e desequilíbrio econômico, a qual vivencia o Brasil, eis outra grande missão: Ao mesmo tempo em que precisamos reencontrar o caminho do desenvolvimento, teremos que salvar esta nova classe média, que já retorna para a pobreza de outrora. 

Para nós conhecedores e conscientes da atual realidade econômica brasileira, o risco destes milhões de famílias retornarem à pobreza é eminente. Neste momento, será digno da parte dos nossos governantes, federais, estaduais e municipais, reconhecerem esta situação e assim abrir o diálogo com todas as camadas da nossa sociedade, para que assim possamos nos unir diante de mais este desafio, de forma que cada um possa dar sua parcela de contribuição, para que não retornemos ao passado de miséria. 

Não sejamos hipócritas ao ponto de fingirmos desconhecer o fato de que uma ampla maioria destes milhões de famílias, "privilegiadas" com o programa social denominado Bolsa Família, estão vivendo acomodadas e improdutivas, desde os grandes centros urbanos, aos mais isolados rincões habitados deste país. 

Pelo bem destas famílias é justo mantê-las assistidas, de forma prioritária, através dos programas sociais de distribuição de renda. Mas também pelo bem dessas famílias e para salvarmos a "Nova Classe Média Brasileira", é hora de "ensinarmos estas famílias a "pescar". 

Caso continuemos omissos, estaremos condenados ao retorno da miséria, pois a bolha econômica ignorada pelos hipócritas, já estourou.

Precisamos levar a prática às igualdades sociais que pregamos e vencermos os preconceitos.

Estamos longe de vivermos em um país de igualdades sociais. Seguimos na verdade em plena convivência com os mais diversos tipos de desigualdades e mitos relacionados a este tema. Ora, o racismo, por exemplo, ainda é tão presente que se faz necessária a obrigatoriedade do uso de quotas para nós negros, tanto nos setores públicos quanto privados. 

O que dizermos da utópica luta pela igualdade econômica à qual jamais alcançaremos? Nós quanto sociedade, jamais consolidaremos as igualdades sociais, diante da ausência de políticas públicas eficientes e em meio aos mais diversos tipos de preconceitos. O primeiro grande passado que devemos dar em direção das igualdades sociais, é vencermos todos os nossos próprios preconceitos e nos unirmos de forma comprometida com esta causa.
Os grandes desafios políticos do Brasil atual Os grandes desafios políticos do Brasil atual Reviewed by Erinaldo Silva on 21:43:00 Rating: 5